En Français à Montréal

Chegamos em Montréal à noite, vindo de Calgary num vôo de 4 horas, após a nossa estada em Banff.

A primeira mudança foi no idioma, passando do inglês do lado oeste do Canadá para o francês de Montréal no lado leste. A segunda mudança foi no fuso horário de 2 horas.

Ficamos hospedados no Le Petit Hotel, que fica perto da Basilique Notre-Dame de Montréal. É um hotel tipo boutique, com ótimo atendimento.

No primeiro dia nós reservamos o “Grand Tour de Montréal” com o André Saint-Amant e foi excelente! Nós fomos em toda a Montreal e aprendemos muito sobre a cidade e sua história. O passeio combina agradáveis caminhadas e o conforto de um carro com um motorista esperando por nós.

2017-07-31 at 20.23.20.jpg

No passeio em Montreal

Perto da Basilica ficam as estátuas dos dois esnobes The English Pug and the French Poodle do artista MAJ Fortier, numa alusão ao lado inglês e francês da cidade.

Outra estátua do Iroquois, nativo da região, que no Canadá são chamados de First Nations.

2017-07-31 at 17.50.40.jpg

Iroquois

Muito interessante é a cidade subterrânea (Underground City ou RÉSO), com mais de 33 km de túneis que interligam shoppings, metrô, hotéis, praças e prédios e tornam a cidade mais habitável durante o inverno. É maior galeria subterrânea do mundo.

Outro bairro que visitamos no passeio com o André foi o Space for Life district, que reúne vários museus de ciência e o estádio olímpico.

2017-07-31 at 18.12.03.jpg

Estádio Olímpico

Na Golden Square Mile (Sherbrooke street West) ficam várias mansões onde viveram as famílias mais ricas da América nos anos 1850-1940.

2017-07-31 at 19.26.04

Conhecemos ainda o Château Ramezay, onde fica um museu histórico sobre a Revolução Americana de 1776.

2017-08-02 at 13.51.04.jpg

Château Ramezay

Visitamos também o prédio do Habitat 67, construído para a Expo 67, projetado pelo arquiteto israelense Moshe Safdie.

2017-07-31 at 18.47.51.jpg

Habitat 67

À noite tínhamos uma reserva no bistrô L’Express, que tem um ótimo cardápio com pratos típicos franceses.

2017-07-31 at 22.22.15.jpg

No dia seguinte fomos visitar o Musée de Beaux-Arts de Montréal, que tem uma coleção excepcional de arte canadense.

2017-08-01 at 15.02.30.jpg

Musée de Beaux-Arts de Montréal

Falando em arte, as ruas de Montréal têm grafites muito bonitos como esse:

2017-08-01 at 18.49.14.jpg

À noite fomos jantar no restaurante Toqué, que tem ótimos vinhos canadenses.

Outro lugar muito bom perto do hotel é a pâtisserie Maison Christian Faure, onde o croissant e a mil-folhas são deliciosos.

Ao todo foram três dias em Montréal. No último dia reservamos para um wine tour, que agendamos através da Viator. Era um grupo pequeno e foi muito agradável degustar os vinhos canadenses da região.

2017-08-02 at 17.07.58.jpg

Categorias:Canada, Montreal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s